Terça-feira, 30 de Agosto de 2011

 

Imagine que quer realizar uma telenovela mas não dispõe de um cenário nem dos recursos necessários para o criar. A maioria de nós pegaria na câmara e tentaria filmar qualquer coisa em casa ou, pura e simplesmente, desistiria do projeto. Mas estes jovens americanos tiveram uma ideia bem mais criativa: porquê gastar dinheiro ou filmar em cenários menos adequados quando podiam simplesmente digirir-se à loja IKEA mais próxima?

 

Foi precisamente isso que fizeram os amigos Dave Seger, Paul Bartunek, Delbert Shoopman, Spencer Strauss e Tom Kauffman, que, entre o verão de 2009 e o início de 2010 se dedicaram a “invadir” o IKEA de Burbank, na Califórnia, para filmar a sua novela “IKEA Heights”. E o que levou a IKEA a aceitar esta ideia?... Bem, nada, porque, na verdade, os jovens optaram por filmar a novela sem o conhecimento da empresa. Munidos de microfones sem fios e máquinas fotográficas com capacidade para gravar vídeo em alta definição, os amigos conseguiram gravar um total de sete episódios na loja.

 

É claro que o secretismo da coisa se reflete no produto final: foram expulsos da loja duas vezes, os clientes fixam os atores, confusos, em alguns momentos, mas tudo isto contribui para o sucesso da série.

Há cenas de traição nas camas em exposição, momentos de horror numa das cozinhas e, até, um funeral em plena zona dos tapetes.

“Achamos que é engraçado. Entendemos o humor, que é similar ao tom que nós próprios utilizamos nas nossas estratégias de marketing. Mas as filmagens não autorizadas nas nossas lojas não são uma coisa boa. Existem canais adequados através dos quais as pessoas nos podem contactar se quiserem filmar nas nossas lojas”, comentou Madelein Löwenborg-Frick, porta-voz do IKEA canadiano.

Mas a verdade é que, se assim fosse, a novela provavelmente não teria metade da piada. “Fizemos isto porque somos preguiçosos e também porque era mais engraçado ver os consumidores a entrar confusos na loja. Teve também a emoção de fazer algo de proibido”, confessou Seger, o realizador da IKEA Heights.

 

Ainda que tendo ido contra os regulamentos da empresa, a novela terá sido uma das melhores formas de publicidade gratuita que a marca alguma vez recebeu, já que a novela se tornou um êxito na internet um pouco por todo o mundo.

 

 
Fontes: i online
             Wikipedia
 

 



publicado por blatitudes às 16:37 | link do post | comentar

Segunda-feira, 29 de Agosto de 2011

Vender produtos e serviços ecológicos está a deixar de ser uma tendência para se transformar numa necessidade. Que o digam os marketeers americanos: um estudo da Scarborough Research veio revelar que os consumidores de produtos “verdes” são, também, os que mais gostam de consumir produtos de luxo. Segundo o mesmo estudo, os chamados “Super Verdes”, que representam cerca de 5% da população norte-americana, combinam atividades sustentáveis, como a reciclagem ou a utilização de sacos de pano nas compras, com o consumo de luxo, gastando mais de 345 mil euros numa casa, cerca de 400 euros em roupas e cosméticos por ano e apresentando mais 49% de probabilidade de comprar um carro de luxo.

 

A vice-presidente de marketing da Scarobough, Deirdre McFarland, analisou estes resultados, considerando que os marketeers de produtos de luxo podem “beneficiar de promoções e produtos verdes”.

 

Em Portugal, estudos recentes também vieram demonstrar uma tendência de consumo ecológico que não pode ser ignorada.

 

 

Fontes: Marketeer

 

 

*este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico



publicado por blatitudes às 17:16 | link do post | comentar

 

O motor de busca da Google está mais rápido desde hoje. Se já utilizou a página principal da Google hoje, já deve ter reparado numa diferença: à medida que vai escrevendo o termo a pesquisar, o Google vai sugerindo correspondências e apresentando os resultados para essas mesmas propostas.

 

Esta alteração surgiu com o lançamento do Google Instant, disponível desde hoje em Portugal, que usa as palavras já digitadas para prever os termos de pesquisa mais prováveis. Esta nova ferramenta dispensa, também, o botão “pesquisar”, o que permite aos utilizadores poupar algum tempo. Além disso, por ir apresentando resultados à medida que o termo é digitado, o Google Instant também facilita a pesquisa dos utilizadores, permitindo-lhe adaptá-la ao que vão encontrando.

 

Em comunicado, a empresa afirmou que o Google Instante resulta da junção de necessidades: uma pesquisa rápida, mas também simples e relevante, como “as pessoas esperam do Google”.

 

Fontes: Briefing

 

 

*este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico



publicado por blatitudes às 16:44 | link do post | comentar

Quinta-feira, 25 de Agosto de 2011

 

O Facebook continua a ser a maior rede social na internet, o Twitter ainda cativa milhões de utilizadores, o Google+ continua a crescer... mas o futuro das redes sociais pode vir a ser bem diferente do previsto.

 

Afinal, segundo um estudo publicado pela Gartner, uma empresa especializada em tecnologias de informação, os cibernautas começam a ficar cansados das redes sociais. Através das entrevistas realizadas a 6,3 mil pessoas em 11 países, com idades entre os 13 e os 14 anos, os investigadores concluiram que mais de 30% dos inquiridos afirmou já não utilizar as redes sociais com tanta frequência, acusando sinais de cansaço.

O perigo da exposição da sua privacidade, a superficialidade dos comentários deixados pelos outros utilizadores e a possibilidade de os seus contactos ficarem a saber demasiado sobre as suas vidas foram, por esta ordem, as três razões mais invocadas para este crescente desapego às redes.

 

Sobre estes resultados, Brian Blau, coordenador deste estudo, comentou a necessidade de inovação por parte das redes sociais, para manter a atenção dos utilizadores.

 

 

Fontes: i online

 

 

*este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico



publicado por blatitudes às 17:50 | link do post | comentar

 

 

Aos Diretores do Conselho de Administração da Apple e a toda a Comunidade Apple:

 

Sempre disse que no dia em que não conseguisse cumprir com os meus deveres e responder às expetativas como CEO da Apple, seria o primeiro a dar-vos conhecimento disso. Infelizmente esse dia chegou.

Deste modo, renuncio ao cargo de CEO da Apple. Contudo, gostaria de continuar a servir a Apple como Diretor do Conselho de Administração e empregado da Apple, se assim aceitarem.
Em relação ao meu sucessor, recomendo fortemente que ponham em marcha o nosso plano de sucessão e indiquem Tim Cook como CEO da Apple. Acredito que os dias mais criativos e brilhantes da Apple ainda estão para vir.

Estou ansioso por ver isso acontecer e para contribuir para novos sucessos, mas desempenhando agora um novo cargo na Apple.

Nesta empresa fiz alguns dos meus melhores amigos de toda a vida e agradeço a todos pelos anos em que trabalhei convosco.

Steve



Terá sido esta, segundo o site Económico, a carta de demissão assinada por Steve Jobs e entregue ontem, quarta-feira, dia em que o agora ex-CEO da Apple anunciou a sua decisão.

 

Steve Jobs, recorde-se, travou recentemente uma batalha contra o cancro do fígado, tendo mesmo sido submetido a um transplante deste órgão.

Entretanto, os mercados já reagiram a esta situação. Segundo o Jornal de Negócios, a saída de Steve Jobs já terá levado à perda de 52 mil milhões de dólares na negociação dos futuros do índice de referência das bolsas norte-americanas.

 

De acordo com Matt McCormick, um gestor de ativos da Bahl & Gaynor, “as acções da Apple continuarão a cair até Cook conseguir tranquilizar os investidores e dar provas do seu valor. Não é o fim da Apple, mas o fim de um capítulo”.

 

Fontes: Económico

             Jornal de Negócios

 

 

 

*este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico



publicado por blatitudes às 14:25 | link do post | comentar

Terça-feira, 23 de Agosto de 2011

 

125 anos no topo é, indubitavelmente, motivo de orgulho e justificação mais que suficiente para comemorar. E se alguém sabe comemorar é a Coca-Cola: para além das muitas edições de comemoração da tradicional lata de Coca-Cola, a marca anunciou, também, o lançamento de uma edição limitada especial da Coca-Cola Light. A imagem, que conjuga tradição com minimalismo, já está disponível na internet e foi avaliada por um painel de especialistas, no site Adweek. A maioria das reações são positivas e aplaudem a ousadia da marca, por transformar um ícone sem destruir a sua identidade. No entanto, há também quem acuse a Coca-Cola de falta de originalidade e de se ter limitado ao básico – “Fiquei a pensar – porquê incomodarem-se?”, confessa um dos consultados.

 

Esta edição limitada da Coca-Cola Light deverá ser lançada este Outono, mas não há qualquer informação sobre se chegará, ou não, a Portugal.

 

 

Fontes: Adweek

 

 

*este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

 

 



publicado por blatitudes às 16:41 | link do post | comentar

 

 

Rato de computador sem fios Mus3, da Art.Lebedev

 

inspirado no cursor que aparece no ecrã dos computadores

cerca de €24 na Art.Lebedev



publicado por blatitudes às 15:55 | link do post | comentar

 

 

Ultrapassada a polémica em torno do serviço Street View, lançado há quatro anos, a Google anunciou, agora, o início da captura de imagens dos rios Amazonas e Negro, ambos no Brasil.

 

A iniciativa, levada a cabo em parceria com a Fundação Amazonas Sustentável (FAS), permitirá aos milhões de utilizadores do Google visitar o Amazonas sem sair do sofá – é que o dinheiro nem sempre chega e, até se juntar o suficiente, a visita virtual serve para aguçar a curiosidade e conhecer um pouco mais das regiões que o rio atravessa. Para além dos técnicos da Google, a companhia também providenciará formação aos membros da FAS, de modo a garantir a continuidade e sucesso do projeto.

 

Fontes: Expresso

 

*este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico



publicado por blatitudes às 15:22 | link do post | comentar

 

2012 poderá até ser o ano do apocalipse, a acreditar nos mitos maias e outras visões proféticas. Mas, por enquanto, as notícias que dizem respeito ao próximo ano ainda são sinónimo de boas surpresas – pelo menos para os amantes da Apple, a acreditar na notícia do Wall Street Journal que assegura que o iPad3 chegará ao mercado em 2012. Sim, a crise está aí e o novo tablet deverá apresentar preços proibitivos para a maioria dos mortais, mas as famílias portuguesas parecem ter sempre guardado um fundo de emergência para a aquisição de novos gadgets – basta recordar que, quando o iPad2 chegou às lojas nacionais, no princípio deste ano, foram necessários apenas 3 dias para o tablet, com preços entre os 479 e os 799 euros, esgotar.

 

A produção do novo iPad3 deverá arrancar já em Outubro e, entre outros mimos, o novíssimo gadget deverá contar com um display de alta resolução, 2048 x 1536 (contra os 1024 x 768 do iPad2) e com 9,7 polegadas.

 

Fontes: Marketeer

             The Wall Street Journal

             i online

 

*este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico



publicado por blatitudes às 14:54 | link do post | comentar

Segunda-feira, 22 de Agosto de 2011

Segundo o C-Section Comics, a resposta, óbvia e rápida, é... não.

 

 

 



publicado por blatitudes às 16:57 | link do post | comentar

Links

Site Oficial
Latitudes - Comunicação Integrada de Marketing

Redes Sociais

twitter facebook delicious flickr
Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29


Os últimos blá blás

Ao cyberbullying, os estu...

Comunicação cara a cara c...

Laina: a nova sensação do...

Facebook testa novo forma...

Instagram lança perfis na...

W+K lança série de desafi...

Samsung reafirma lideranç...

As piores passwords de 20...

Quase 9 em cada 10 imagen...

Facebook lança páginas gl...

arquivos

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

tags

todas as tags

Networked Blogs
blogs SAPO
Google Analitycs
subscrever feeds