Terça-feira, 3 de Julho de 2012

 

Depois de, em maio, ter lançado uma linha de brinquedos Fiat para crianças, a fábrica italiana está, agora, a ser acusada de utilizar uma “estratégia de marketing abusiva”.

 

A linha de brinquedos com o logotipo da Fiat, desenvolvida em parceria com a Brinquedos Bandeirante e que inclui duas versões do modelo Fiat Uno, está a gerar protestos por parte do Projeto Criança e Consumo, da área de Defesa do Instituto Alana, que considera que a empresa está a aproveitar a “vulnerabilidade infantil para promover produtos associando a sua marca a diversão”. Segundo o Instituto, “ao fazer publicidade a um público que não tem consciência crítica para entender o carácter persuasivo desse tipo de mensagem, a Fiat busca fidelizar o consumidor desde o berço”, mensagem essa que transmitiu à própria Fiat, através de uma carta onde, para além disso, alertou a fábrica italiana para os perigos da publicidade dirigida aos mais novos.

 

Anteriormente, João Batista Ciaco, diretor de publicidade e marketing de relacionamento da Fiat, explicara que o objetivo da linha de brinquedos tinha sido o de criar uma relação afetiva com o público infantil de modo a influenciar as compras domésticas.

 

Até agora, a Fiat ainda não se pronunciou acerca das acusações do Instituto Alana.

 

 

Fontes: Exame 

             AdNews

 



publicado por blatitudes às 11:20 | link do post | comentar | ver comentários (1)

 

O Face Unlock, uma funcionalidade disponível em smartphones com Android 4.0 que permite reconhecer a cara do utilizador para desbloquear os aparelhos, vai passar a verificar, também, se o utilizador está vivo.

 

A medida, algo bizarra, surgiu depois de se ter concluído que a versão anterior podia ser facilmente enganada ao colocar uma fotografia do utilizador em frente da câmara. Agora, o “Liveness Check” verifica também o piscar dos olhos, assegurando-se, assim, de que o utilizador está vivo, bastando, para isso, ativar essa opção no telemóvel.

 

 

Fontes: Exame



publicado por blatitudes às 10:48 | link do post | comentar

Segunda-feira, 2 de Julho de 2012

Com um bloqueio criativo? Antes de desesperar, há alguns passos que, segundo pesquisas recentes, podem ajudar a desenvolver a criatividade. Eis as dicas da Exame:

 

1. Gente, barulho e confusão q.b. são melhores para as ideias

 

Pode parecer estranho mas, segundo um estudo da Universidade de Illinois, um café é mais propício ao exercício da criatividade que um ambiente mais silencioso, como uma biblioteca.

 

2. O álcool é amigo da criatividade


Não é conversa de bêbado: vários estudos científicos recentes apontam para a conclusão de que o álcool pode mesmo potenciar a criatividade. Uma pesquisa da Universidade de Illinois em Chicago comparou o desempenho de um grupo de estudantes sóbrios com o de um outro grupo de estudantes que tinham ingerido álcool, apresentando-lhes uma série de problemas que implicavam criatividade: conclusão? O segundo grupo conseguiu resolver 30% mais problemas. Conclusões semelhantes revelou um outro estudo, da Universidade de Pittsburgh, onde um grupo de estudantes que tinha ingerido vodka conseguiu ser mais rápido e criativo ao resolver problemas linguísticos do que o grupo dos seus colegas sóbrios.

 

3. O humor ao serviço do pensamento “fora da caixa”

 

Costuma dizer-se que “rir é o melhor remédio” e a máxima parece aplicar-se também à criatividade. Num estudo conduzido pela Universidade de Western Ontario, os cientistas concluíram que os participantes expostos a vídeos e músicas mais felizes conseguiram registar melhores resultados num teste de criatividade.

 

4. Detesta manhãs? Elas podem ser as suas melhores amigas.

 

À primeira vista não faz sentido mas aquilo que a psicóloga Mareike Wieth descobriu é que a criatividade é tanto maior quanto mais baixo é o nosso nível de alerta. Na sua pesquisa, Wieth descobriu que os voluntários conseguiam ter um desempenho até 50% melhor em tarefas criativas nos períodos em que tendiam a estar menos alerta.

 

5. Faça amigos de outras áreas

 

Está estudado: fazer amigos de outras áreas profissionais pode alargar-nos os horizontes e tornar-nos mais inovadores.

 

6. Vá para fora

 

Contactar com diferentes culturas é outro fator amigo da criatividade. Num estudo conduzido por uma dupla de professores do INSEAD e da Kellog School of Management, os estudantes estrangeiros e aqueles que tinham vivido no exterior conseguiram melhores resultados na resolução de um problema criativo do que aqueles que nunca tinham saído do país.

 

7. Ser “aluado” não é assim tão mau

 

Se tem tendência para “sonhar acordado” o mais provável é que o seu desempenho em testes de criatividade seja bastante bom. Esta é uma excelente forma de treinar a criatividade e um indício da mesma, segundo provou um estudo da Universidade de Santa Bárbara. 

 

 

Fontes & links para estudos: Exame



publicado por blatitudes às 11:21 | link do post | comentar

Links

Site Oficial
Latitudes - Comunicação Integrada de Marketing

Redes Sociais

twitter facebook delicious flickr
Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29


Os últimos blá blás

Ao cyberbullying, os estu...

Comunicação cara a cara c...

Laina: a nova sensação do...

Facebook testa novo forma...

Instagram lança perfis na...

W+K lança série de desafi...

Samsung reafirma lideranç...

As piores passwords de 20...

Quase 9 em cada 10 imagen...

Facebook lança páginas gl...

arquivos

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

tags

todas as tags

Networked Blogs
blogs SAPO
Google Analitycs
subscrever feeds